Educação

A EPTC entende que a educação é um dos pilares da mobilidade urbana e assim trata do assunto, interna e externamente. A coordenação de Educação para Mobilidade surgiu em 1998, com o chamado Grupo de Educação para o Trânsito (Getran). Na época, os agentes de trânsito exerciam as funções de fiscalização e educação paralelamente. A estrutura sofreu alterações: passou a se chamar Projeto Travessia, EPTC na Escola, até que, em 2005, foi constituída a Assessoria de Educação para o Trânsito, com agentes dedicados exclusivamente para atividades educativas. Em 2016, foi criada a coordenação de Educação para Mobilidade, que conta com uma equipe de 20 pessoas, sendo 13 agentes de trânsito, que desenvolvem diversas ações em escolas, empresas e instituições, com o objetivo de reduzir os índices de acidentalidade, mortos e feridos no trânsito. A equipe trabalha em uma sede própria e executa mais de dez projetos permanentes de educação. A Coordenação de Educação para a Mobilidade (CEM), junto aos demais setores da empresa, está empenhada em manter e melhorar constantemente as condições de trânsito da cidade.